Mixtape.
Aliquam lorem ante, dapibus in, viverra quis, feugiat a, tellus. Phasellus viverra nulla ut metus varius laoreet quisque rutrum.

Instagram

 

Primeiros reviews do álbum Masters Of The Sun começam a ser publicados

Primeiros reviews do álbum Masters Of The Sun começam a ser publicados

O CD Masters Of The Sun terá seu lançamento oficial no dia 26/10, porém críticos especializados já ouviram todo o álbum para fazer suas reviews e darem notas e opiniões sobre o material.

Na medida que mais críticas forem saindo, vamos atualizando este post.

 


Por Glenn Gamboa / Jornal NewsDay – EUA

3,5 estrelas de 4.

Antes dos Black Eyed Peas se tornarem pop stars gigantes – ficando em No. 1 por surpreendentes 26 semanas em 2009, com “Boom Boom Pow” e “I Gotta Feeling” liderando as paradas – eles estiveram em um caminho do hip-hop alternativo.

Essa é a história que will.i.am, apl.de.ap e Taboo trouxeram em seu primeiro álbum em oito anos, “Masters of the Sun, vol. 1 ”(Interscope). E é um retorno bem-vindo, trocando a insensatez de “My Humps” por apelos à unidade no hino “Big Love” e o socialmente consciente “Ring the Alarm”. A bem elaborada “Yes or No” recaptura a linha dos Peas uma vez que will.i.am fala: “Você está consertando ou quebrando, pegando ou fazendo. . . Você está liderando ou está seguindo” (“You’re either fixing it or breaking it, taking it or making it . . . You’re either leading or you’re following.”).

As letras não são a única volta para os seus dias mais artísticos. Os ritmos de jazz de “Vibrations” e os vocais de Nicole Scherzinger, influenciados por Nina Simone, no ambicioso “Wings” que lembram tempos do old-school que eles se apoiaram primeiro. E se isso não for motivo suficiente, existem versos de Nas, Slick Rick, da estrela K-pop CL e  participação póstuma do Amityville do De La Soul.

Publicado Por: Renato Cavalcanti

Sem comentários

Deixe um Comentário