will.i.am participa da IBC Conference 2012 na Holanda


Como noticiamos, will.i.am participaria da IBC Conference 2012, que estava marcada para o dia 07, e comparaceu ao evento para uma keynote, uma espécie de palestra.

A Conferência aconteceu no RAI Convention Centre Amsterdam, em Amsterdã, Holanda. will, que é Diretor de Inovações Criativas da Intel, palestrou junto com Johan Jervoe, que é Diretor de Marketing Digital Criativo da Intel.

Veja o vídeo de uma entrevista antes de começar o evento e tudo o que ele falou no texto abaixo:

“Eu acho a IBC ótima porque é uma boa oportunidade para o meu mundo, sabe? Executivos e pessoas transmitindo suas ideias podem olhar para os artistas como líderes do pensamento, que sempre vem com soluções empresariais para gerir artistas, marcas, gravações, e que incluem também novos formatos, novas propriedades, então… é louco estar aqui, representando minha comunidade!”. Ele continua: “Eu acho que a IBC, a Internacional Broadcast Community, e a Intel, a tecnologia, e os artistas, estarão sempre juntos desenhando, montando e definindo o que será o amanhã. Porque quando falamos em um nível executivo, você fica perdido e não consegue avançar suas ideias. Porque você fica pensando sempre em humanização, lucro, lucro e mais lucro, fazer dinheiro, fazer dinheiro e fazer dinheiro… e eles, na verdade, não custam dinheiro… quer dizer, não deveria custar tanto dinheiro para efetivar essa cultura impactuosa da tecnologia. Se você pensar criativamente, olho para essa câmera que está me filmando, penso no computador que aquele cara ali está usando, e que a cada dia vai avançando, adicionando novas ferramentas… é uma cultura para fazer isso como nos filmes.”.

Falando sobre soluções que poderia tornar esse desenvolvimento menos caro, will diz: “É o jeito que você lida com esses negócios e como você promove a marca, porque, hoje em dia, a correria é só pela propaganda, propaganda, propaganda! Se é bom, deve ser compartilhado. Então, a razão por custar tanto dinheiro, é porque você gasta mais dinheiro do que faz… é como a política, também com as novas tecnologias, novas formas de se conectar, novas inovações que quebram essas barreiras e deixa tudo isso transparente para nós ‘criativos’ sermos criativos”.



“Vamos dizer que na próxima Olimpíada, que sabemos que quem tem os direitos de transmissão é a ABC, e na BBC vai ser transmitida sem comerciais, e o resto do mundo vai acompanhar pela BBC, ao ponto de forçar a ABC EUA mudar seus padrões e forçar a transmissão ao vivo pela internet, porque só os Estados Unidos vão estar vendo aquela propaganda (os comerciais só serão direcionados àquele país) depois de todo mundo, e as pessoas estarão vendo tudo isso pelo Youtube, e online, antes de eles assistirem isso na ABC… então todo o dinheiro investido em propaganda, na compra dos direitos de transmissão das Olimpíadas provavelmente não conseguiria recuperar do jeito que eles achavam que iria recuperar. Então, no Brasil, quando for no Brasil, a TV Globo vai aprender com os erros da ABC e, sabe, daqui a quatro anos a partir desse ano, eles vão ter uma grande mudança.”



E continua falando sobre essa grande mudança: “Porque o futuro está na internet móvel, pelo celular, porque você pode querer saber o que pode acontecer quando Usain Bolt estiver competindo, porque um pouco antes de ele competir, ele costuma Tweetar… e aquele Tweet conecta o Usain Bolt às pessoas e fazê-las saberem o que ele está pensando momentos antes de correr! A mesma coisa é com o Michael Phelps, depois de ele nadar, ele dá um Tweet… e todos estes Tweets são de graça, todas as fotos que eles enviam pelo Twitter são de graça. Então, por isso que temos que trazer tudo isso para o mundo do Broadcast, até mesmo nos esportes! Porque, por enquanto, tudo isso é grátis! – Todos os meus pensamentos antes de subir ao palco do Super Bowl XLV (Bateu saudades, né? Clique no link para relembrar!) tá tudo aqui atolado no meu Twitter… pouco antes de fazer o Jubilê da Rainha da Inglaterra, tá tudo aqui no meu Twitter! E ainda com fotos! Nós já estamos mais íntimos com a câmera do celular, onde estivermos, vamos lá e “Pá” e postamos em uma das redes sociais. Eu tô aqui com o John Legend, vou lá, tiro uma foto e compartilho. Eu tô lá com a Jessie J., tiro uma foto e posto. Sou eu e o Stevie Wonder, tiro foto e já tô postando. Então, só varia mesmo o tipo do celular, se é HD, se tira fotos com qualidade um pouco inferior, se você pode escrever com o teclado, ou que tenha mais características, ou mais rápido… isso muda tudo! Isso é o costume com o robô, e o problema é o “ontem”, porque a cada dia tem um melhor, e a pessoa sempre quer o melhor. Por isso que as empresas desenvolvem e competem e vão lançando novos tipos de celular. Essa é a Globalização Móvel, e tudo isso é “loco”, e digo “loco” porque é louco mesmo!”

Na íntegra pelo PortalBEP
*O vídeo oficial da parte da conferência onde will participa ainda não foi divulgado publicamente

Autor do Post
Gabriel

Deixe seu Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga no Instagram

Let's Get It Started, AGAIN!