Entrevista do BEP ao L.A. Times

Will.i.am não queria entrar na caixa

O “cérebro” do Black Eyed Peas, de 35 anos, estava em um ensaio, à noite,  na semana passada para o American Music Awards, em que o grupo deveria apresentar seu novo single, “The Time (Dirty Bit).” Durante o refrão da música, Will.i.am e sua colega de banda Fergie deveriam entrar em um par de elevadores com paredes de vidro, mas ele recebeu uma ligação importante em seu celular, e você sabe como é o sinal dentro de um elevador.

Ao mesmo tempo, Fergie passava por alguns problemas com uma certa porta  emperrada, o que aumentava a possibilidade de que a cantora se encontrasse presa dentro de seu elevador, olhando impotentemente para uma platéia lotada de estrelas no Nokia Theatre e uma audiência de TV beirando milhões, ao vivo.

Após um ensaio, Fergie procurou ajuda de qualquer um que pudesse oferecê-la. “Com quem eu falo sobre isso?” ela perguntou em seu microfone. (Ela tinha o direito de estar nervosa, na verdade. Durante a performance ao vivo, ela quase passou pelo mesmo momento que o membro da banda Spinal Tap, quando a porta emperrou momentaneamente.)

Os Black Eyed Peas nunca estiveram em caixas grandes – tanto no sentido literal quanto no metafórico. (Falando nisso, se você percebeu essa analogia a uma milha de distância, você sabe como é vivenciar uma música do BEP.)  Cercados por Taboo e Apl.de.ap, o grupo cheio de pseudônimos de Los Angeles surgiu uma década atrás como parte do cenário rap-consciente que também lançou Ozomatli e Jurassic 5. A entrada de Fergie no CD Elephunk de 2003 levou o quarteto em direção ao pop, produzindo uma série de hits animados, nas rádios, como “Let’s Get It Started,” “Where Is the Love?” e “My Humps.”

No ano passado, os Peas mudaram de direção novamente com “The E.N.D.,”  uma rendição largamente eletrônica influenciada pela imersão de Will.i.am na cultura club internacional. O resultado foi o maior sucesso do grupo até hoje, com três prêmios Grammy, vendas mundiais de mais de 11 milhões de álbuns e três singles No. 1, incluindo a aparentemente imortal “I Gotta Feeling”. Em fevereiro, o Black Eyed Peas será a atração principal do show do intervalo do Super Bowl, uma apresentação de alto nível concedida nos últimos anos a Bruce Springsteen, Rolling Stones e Paul McCartney.

“Demos uma ouvida em The Time e dissemos:” Quando podemos começar a tocar isso? ‘”, disse John Ivey, diretor do programa de pop da estação de rádio KIIS-FM, de Los Angeles. “Começamos tocando no fim de cada hora no primeiro dia porque achamos que todos gostariam de ouvir.”

Na terça-feira a banda deve lançar “The Beginning”, uma sequencia de “The END” que mostra os Peas indo em direção ao reino da dance music usando sintetizadores. Reunidos em uma suíte no centro de JW Marriott pouco antes de seu ensaio do AMA, os músicos descreveram o álbum como o resulatdo de ter estado na estrada dnos últimos 14 meses.

“Will e Apl tem seus estúdios de gravação montados em seus quartos de hotel”, disse Fergie, “assim você pode entrar, e se você ouvir algo que te inspira, você pode simplesmente dizer, ‘Ei, me colocou no microfone”.

Quase todas as noites, Will.i.am e Apl.de.ap iriam a uma boate depois do show do grupo em uma determinada cidade para mixar discos inclusive material novo do Black Eyed Peas. “É quase como testar a música”, disse o DJ Ammo, que estava em turnê com o grupo e co-produziu várias faixas do “The Beginning”. “Você está vendo como as pessoas reagem para que você possa escolher quais músicas devem ser incluídas no álbum.”

Ammo se lembra da noite em que Will.i.am decidiu samplear “(I’ve Had) the Time of My Life”, o hit de “Dirty Dancing”, que fornece a base para “The Time (Bit Dirty)” do BEP. “Will tinha um DJ set na Pacha”, disse ele, referindo-se ao clube de Ibiza “e ele a tocou como a segunda música de seu set. A platéia se exaltou e começou a cantar junto.”

Desde “My Humps” – em que Fergie elogiava suas “lovely lady lumps” – o Black Eyed Peas têm sido bastante criticado por seu conteúdo lírico, que a Rolling Stone chamou de “uma avalanche vertiginosa de burlesco” em uma crítica de “Boom Boom Pow “, o primeiro single de” The END “

Essa opinião não está apta a mudar “The Beginning”. “Eu gosto de sair toda noite!” Will.i.am diz em “Fashion Beats”, e isso é o mais profundo que ele chega aqui.

No entanto, o líder insiste que música do Black Eyed Peas ‘não é sobre as letras. “É sobre a batida”, explicou. “Se você está estressado porque o seu chefe ficou gritando com você durante toda a semana, você não quer alguém lhe dizendo todas essas coisas. Não fale pra jogar minhas mãos pra cima. – Eu vou jogá-las quando me der na telha ” Ele ri. “É sobre fuga, sobre querer curtir um pouco de música.”

Isso é um valor do cenário dance, o qual liga os Black Eyed Peas – apesar de suas parcerias corporativas e os seus álbuns que vendem zilhões – se alastrando para um submundo de body-music. “Eu realmente respeito o Black Eyed Peas”, disse David Guetta, o DJ francês veterano, que co-produziu “I Gotta Feeling” e “The Best One Yet (The Boy), do novo CD. “Eles não pularam na dance music só porque estava na moda. Eles abraçaram a cultura de verdade. É muito verdadeiro”.

Mesmo assim, Fergie é rápida em ao ressaltar que a essência do Black Eyed Peas é a transformação – e que as músicas agitadas simplesmente refletem um clima entre muitos. Até agora, as fases de criação do grupo têm acontecido em blocos de dois álbuns, o que significa que da próxima vez podemos ter, como Will.i.am alerta, um CD de “polka-country”.

“Nós não estaremos no mesmo lugar para sempre”, disse Fergie. “As pessoas nos perguntam:” Esse vai ser o seu estilo agora? ‘ E a resposta é: ‘Nós não fazemos ideia. ” Podemos voltar ao hip-hop underground no próximo CD ou virar completamente rock. Você não sabe o que vai te inspirar até que aconteça. “

Tradução: César Augusto e Nádia Christine

Autor do Post
PortalBEP

Comentários

16 Comentários
  1. postado por
    Claudio
    nov 27, 2010

    Falo tudo

  2. postado por
    Daniel
    nov 27, 2010

    Esse ultimo paragráfo resume tudo.. Black Eyed Peas sempre em transformação,
    sempre inovando… eh issu aew..

  3. postado por
    V.
    nov 27, 2010

    Tomara que eles não tenham ouvido o show do Tomate aqui em BH. Pq… né?

  4. postado por
    @wendsonBatista
    nov 27, 2010

    Realmente disse tudo. : FERGIE :” Podemos voltar ao hip-hop underground no próximo CD virar completamente rock. Você não sabe o que vai te inspirar até que aconteça. “ ….. Eu realmente não gosto muito disso, mas de toda forma as musicas do BEP ficam perfeitas, independente do estilo. O que importa é que eles sabem fazer musica e musicas boas …. o The Beginning talvez não seja o sucesso que o The End foi, mesmo assim aposto em algumas musicas : whenever, just can’t get enough e The time. O jeito é acompanhar e se adaptar ao BEP. PQ deixar de ser fã é uma coisa que eu não vou. Como já eu disse em outros comentários : O BEP tá marcado a Ferro em mim.

  5. postado por
    @PaulooPeabody
    nov 27, 2010

    Falou tudo, vamos viver o momento, curtir muito Black Eyed Peas, seja como for, eles são ótimos!

  6. postado por
    Daniel
    nov 27, 2010

    Tb aposto em The Situation e Just Can’t Get Enough (mas tenho medo q nem sejam single), tb gostei mt deLight Up The Night.. agora eh aguardar pra conferir o CD inteiro…

  7. postado por
    Ingrid
    nov 27, 2010

    “a essência do Black Eyed Peas é a transformação” e qm eh fã de vdd tem q aceitar e tentar se adaptar com tais mudanças, eu por exemplo, demoro um seculo pra acostumar com The Time, mas enfim consegui!!! Peas 4eveeeer!!

  8. postado por
    Tchello
    nov 27, 2010

    Michael Jackson já dizia “This is it”
    É isso…Black Eyed Peas lançam o que os inspiram

    Só que Polka-country? Pelamooour kkkkk

  9. postado por
    @Jeroaan
    nov 27, 2010

    Amei essa entrevista e quem é fã do BEP tem que ler isso.
    Temos que ser como camaleões e sofre algumas mudanças durante o tempo, eu vou estar sempre tentando me adaptar a cada novo estilo, assim tentei com o The Beginning e conseguir estou adorando essa nova era , É POR ISSO QUE AMO O MEU BLACK EYED PEAS

  10. postado por
    @Jeroaan
    nov 27, 2010

    isso também merece destaque hmm “Eles não pularam na dance music só porque estava na moda. Eles abraçaram a cultura de verdade. É muito verdadeiro”

  11. postado por
    victor’willyan
    nov 27, 2010

    não gosto da ideia de que o THE END tenha colocado o BEP no topo. é uma afirmação que descordo completamente. my humps, pump it, lets get started, dont lie, dont phunk with my herta, wjwre is the love, shut up, hey mama… e por ai vai! todas essas musicas não fazem parte do THE END.n e são musicas tão boas, que fazem parte do seu repertorio em turnê até os dias atuais. sinseramente, não consigo ver nenhuma turne sem essas musicas

  12. postado por
    Alex
    nov 27, 2010

    o q significa aqula frase no começo que fala da Spinal Tap? Só por curiosidade… alguem sabe???

  13. postado por
    Alex
    nov 27, 2010

    Victor
    Eu acho que o que colocou o bep no topo foi o acumulo de todo o trabalho deles, desde Elephunk… talvez se o bep tivesse como primeiro album o the end eles não estariam onde estão… mas eu entendo qndo dizem que o que colocou o bep no topo foi o the e.n.d, porq literalmente foi a partir do the end que eles conseguiram o topo das paradas… antes disso acho que só My Humps tinha conseguido o 3º lugar na Billboard (e foi o maximo q conseguiram chegar antes do the end).

  14. postado por
    Marlon Ennes
    nov 27, 2010

    a vida é cheia de mudanças e quem nao está preparado para mudanças (aqueles q nao aceitam o novo BEP) nao está preparado para a vida.

  15. postado por
    vithoria
    nov 28, 2010

    o bep é tudo

  16. postado por
    WEIDY MARIE
    nov 29, 2010

    REALMENTE A FERGIE FALOU TUDO…ELA RESPONDEU O Q TODOS TAVAM PERGUNTANDO E ATÉ CRITICANDO SOBRE A MUDANÇA DE ESTILO DOS PEAS…ELES SEMPRE MUDANDO E INOVANDO!!ELES SÃO D+++++++++++++++++++!!!E EU SEMPRE ACOMPANHANDO ELES,PQ ELES SÃO D+++++++ E FANTÁSTICOS!!
    I LOVE YOU BEP♥♥♥

Deixe seu Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga no Instagram

Let's Get It Started, AGAIN!