Análise da The E.N.D Tour pelo Toronto Sun

http://i116.photobucket.com/albums/o26/PortalBEP/14_end.jpg

Hoje no TorontoSun.com, famoso site de notícias em Toronto, Canadá foi postado uma revisão do show do Black Eyed Peas da última terça,  realizado no Toronto’s Air Canada Centre. Confira a análise:

Para o Black Eyed Peas, foi uma otima noite de terça-feira no Air Canada Centre em Toronto, apesar do fato da energia ter morrido uma vez ou outra.

O quarteto Californiano – atualmente no final da The E.N.D. (Energy Never Dies) world tour – fizeram o primeiro de dois shows, com um muito entusiasmo e vigor diante de uma plateia animada. O que foi mais impressionante foi como o grupo, liderado pela vocalista Stacy Ann
Fergunson (mais conhecida como Fergie) e pelo cantor/rapper will.i.am,
passou aproximadamente de 20 a 25 minutos das duas horas de show, com basicamente um DJ set.

E até mesmo nessa parte, a arena estava figurativamente e literalmente tremendo.

Com um plano de fundo futurista e um palco cheio de passarelas que parcia com um grande e cinza laço de gravata, a banda surgiu debaixo do palco antes de começar a cantar Let’s Get it Started, um dos muitos hits dancantes que eles têm à disposição. Nessa parte Fergie, Will.i.am, apl.de.ap e Taboo animaram a plateia antes de 6 dançarinos subirem ao palco em Rock That Body.

Sem poupar efeitos ou adereços, o Black Eyed Peas consegiu os primeiros gritos de uma plateia desinibida em Don’t Phunk With My Heart, do Monkey Business de 2005, mesmo a Fergie tendo um problema com seu microfone no começo. Depois disso, teve um curto rap do Will.i.am usando varias mensagens que a plateia do show mandava para ele, e apareciam  na tela atrás dele servindo de inspiração para sua incrivel agilidade.

A primeira metade foi bem suave com Imma be, a letra profunda e incrivelmente triste de My Humps, e Missing You pareceram ter alguns problemas técnicos . Depois de um rapido solo do apl.de.ap, cantando Bebot e a meio latina Mare, Taboo surgiu debaixo do palco e sobrevoou a plateia em uma motocicleta ao som de Rockin to the beat, em seu breve solo.

Dos quatro solos, talvez o da Fergie tenha sido o melhor. Usando outro dos varios figurinos do show, ela fez com que a plateia cantasse Fergalicious e Glamorous antes de Big Girls Don’t Cry, encerrar seu solo muito bem.

A parte mais estranha e de algum modo interessante da noite foi quando will.i.am – usando uma armadura de robo – tocou um DJ set, que incluia Michael Jackon, Guns N’ Roses, House of Pain, Blur e Nirvana, enquanto ele era elevado em uma platamorfa rotativa. Todos estavam pulando muito enquanto o musico remixava Sex on Fire to Kings of Leon, em referencia a Toronto.

Para finalizar, o Black Eyed Peas cantou Pump it e Where is The Love? enquanto milhares de fãs balançavam bastões fluorescentes, cameras ou esqueiros para iluminar a arena.

Com os telões dizendo para a plateia fazer mais barulho, o grupo voltou para encerrar de maneira dançante, com a combinação cara-de-festa de Boom Boom Pow e I gotta Feeling, novamente fazendo com que a arena tremesse enquanto confetes eram lançados em varios pontos diferentes.

Tirando alguns problemas técnicos no show, a maioria deixou a arena com uma boa sensação.

Nota: 4/5

Tradução por: César Augusto

Autor do Post
PortalBEP

Comentários

2 Comentários
  1. postado por
    Tchello
    jul 28, 2010

    O bom é que comentaram os altos e baixos né?
    O que adianta falar que houve altos e baixos e não saber falar o que foi?

    O microfone falhou? A letra triste (?)de My Humps? Missig You (que problema teve MY?)

    é muito bom ler matérias que comentam os Shows… Mas acho que microfone é normal falhar, My humps não tem uma letra boa, muuuuito menos triste –‘. Mas que o povo dança, e canta…
    Missing you não entendi qual foi o problema não! Enfim…
    Se teve problemas seria bom contar, pois assim como colocaram, achei que tem um pouco de exagero! xD

    O Importante é que no Brasil OS SHOWS vão BOMBAR!!! *——*

  2. postado por
    Jonathan Bahia
    jul 28, 2010

    Esqueiros ? se fosse aqui no Brasil ….. ‘neguin’ já ia tentar pôr fogo no outro. huahuahauahauahau, brinks……
    Relamente foi o que o colega acima falou, foi bom eles terem falado dos altos e baixo…e com certeza aqui no Brasil os shows vão bombar….
    agora convenhamos, o Will poderia diminuir essa set list de DJ e mais apresentações de outras músicas…poderiam cantar Hey Mama, por exemplo.

Deixe seu Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga no Instagram

Let's Get It Started, AGAIN!