Entrevista com a Fergie

A cantora do Black Eyed Peas est

A cantora do Black Eyed Peas está satisfeita com a banda, com o casamento e o com o novo filme.

Enquanto a banda celebra o novo single I Gotta Feeling em 1 º  lugar nos charts do Reino Unido pela segunda vez, a cantora fala sobre sua carreira solo, seu novo filme, ter bebês e o seu novo cabelo.

‘Uma coisa por vez pra mim. Há um ditado, que eu esqueci quem falou, mas é um bom ditado, ‘A mulher pode ter tudo, mas de uma vez só’”,ela fala rindo. “Então, eu gostaria de ir devagar, pois fazer tudo ao mesmo tempo não dá.”

“Eu gosto de me dedicar, e dar 110% de mim para meus projetos”.

“Nesse momento eu estou completamente focada no Black Eyed Peas, tudo o que eu quero agora é o BEP.”

Tem certeza que está se dedicando completamente para o BEP? Fale um pouco sobre o filme que vai estrear em novembro “Nine”, que conta com as estrelas Sophia Loren, Daniel Day-Lewis e Nicole Kidman. Conte também sobre o seu marido Josh Duhamel, o casal está pensando em ter filhos?

“As pessoas estão tentando me apressar, mas eu estou sim me dedicando completamente para o Black Eyed Peas e ainda não tem quarto para bebe na minha casa.” diz ela. “E mesmo que eu quizesse ficar grávida, não posso, como eu vou poder dançar no palco e fazer várias coias grávida. Eu vou me sentir culpada, não quero fazer mau ao bebe”

Então, porque você não se inspira em outras cantoras famosas e mães como Gwen Stefani e Jennifer Lopez?

“As pessoas estão fazendo com que eu me inspire em ver como elas fazem isso. É interessante como a mídia sempre vê essas mulheres, como Jennifer Lopez que tem sua carreira e  bebês. Isso é ter equilibro. Já que elas tenho filhos e põem as crianças em primeiro lugar”.

Fergie, o e fundador do grupo Will.i.am, Apl.de.Apl e Taboo venderam 26 milhões de álbuns e tiveram hits internacionais como “Where Is The Love, My Humps e Don’t Phunk With My Heart.”

Fergie também entrou para carreira solo com o álbum “The Dutchess” e teve o single “Big Girls Don’t Cry e Glamorous”, mas ela recusa dizer que abandonou os meninos para sua carreira solo.

“Não é só dinheiro, somos uma família, somos amigos!”, disse ela.

“Nós tivemos grandes momentos juntos e continuamos a fazer música”

“Eu acho que sou muito abençoada, porque eu tenho o melhor dos dois mundos, Eu tenho carreira solo, e tenho os Peas. Ou fazer filme. Não importa.”

Uma das mumlheres mais fotografadas do mundo, a cantora admite que estar junto ao os Peas é melhor do que estar em sua carreira solo e ser o centro das atenções.

“Há menos pressão estando com os Peas”, ela admite.

Solo ou não seu estilo é espetacular loira ou morena.
Então porque um você foi do loiro para o escuro?

Ela sorri, “Eu amo isso. Para mim era tempo de mudança, eu tinha acabado de me casar, tinha finalizado o filme Nine e estava começando um novo CD com os Black Eyed Peas, estava sentindo uma necessidade em mudar”. “É a primeira vez que eu fico morena, então estou curtindo muito, eu amo isso. É divertido ser morena”

Em Abril uma revista americana deu a ela o título de Ícone de Estilo do Ano.

Ela diz: “Eu me senti muito lisonjeada. Passo um grande tempo escolhendo roupas, eu adoro. A parte da minha apresentação visual faz parte da minha criatividade, de modo que as pessoas me reconhecem pelo estilo.”

Filha de católicos romanos professores, Fergie se tornou uma criança estrela na série Kids Incorporated da Disney Channel nos anos 80 e foi a voz de Sally Brown em dois especiais de Charlie Brow.

Quando adolescente que ela formou um trio feminino Wild Orchid, que lançou dois discos e fez tour com ‘Nsync.

Mas Fergie foi às drogas para lidar com o fracasso de Wild Orchid e admitiu ter usado ecstasy que a fez usar drogas mais pesadas incluindo metanfetaminas , que a causou esquizofrenia e paranóia.
Ela admite: “Em um ponto eu tinha certeza que o FBI estava vindo atrás de mim. Eu disse, ‘Bem, se eu entrar por aquela porta e eles não estiverem lá, isso é o efeito coisa das drogas.” Fergie agora faz hipnoterapia para se desfazer dos efeitos colaterais do passado.

“Deus, eu estava completamente em outra vida, agora eu me sinto bem distante com meu passado, com certeza 100%.”

Fergie já cantou para príncipe William e o príncipe Harry no concerto em memória á Princesa Diana há dois anos e nesta Páscoa ela cantou o hino nacional americano na Casa Branca.

Ela diz: “Foi um momento único, porque eu levei toda a minha família para lá, e a minha família conheceu a Primeira Família. Foi um grande acontecimento para mim, não tinha como ser melhor.”

“O Presidente Obama não estava lá, mas as meninas da Casa Branca estavam e elas estavam dançando e sabiam as letras das músicas. A pequena Sasha podia ser vista movendo a cabeça e cantando a letra de Fergalicious. Este foi um pequeno gesto, mas foi muito adorável”.

Esse ano promente ser um grande ano para Fergie. Novo álbum, cantar na Casa Branca, ser um ícone de estilo, e também uma estrela de cinema.
Ela teve que ganhar quase 8 quilos e teve que suar muito para perder.

“Eu estava adorando ter que comer frituras, nem me incomodava, era tudo uma maravilha. Mas quando comecei  a fazer academia, foi um grande desafio voltar a rotina normal. Então eu contratei um personal trainer, o que foi  uma grande idéia e que me motivou a fazer .”

Nine foi um grande presente para fergie, assim como poseidon e Planeta Terror, o elenco do filme foi um dos melhores do mundo.

Daniel Day-Lewis, Nicole Kidman, Penelope Cruz, Judi Dench, Marion Cotillard, Kate Hudson and Sophia Loren todos estrelas e agora Fergie.

“Sim, foi uma grande honra ser aceita no filme, e toda a experiência de trabalhar com grandes atores”

Então, ainda tem fome? “Não no sentido de comida”, ela sorri.

“Mas, na medida em que tudo acontecer, sim. Definitivamente.”


Autor do Post
Renato Cavalcanti

Deixe seu Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga no Instagram

Let's Get It Started, AGAIN!